Apneia do sono reduz a qualidade de vida da pessoa

A apneia do sono consiste em uma condição clínica na qual ocorrem obstruções repetitivas na garganta durante o sono, o que gera pausas respiratórias de no mínimo dez segundos ou hipopneias recorrentes (quase apneias).

Para sair da apneia, é necessário que o indivíduo acorde. Dessa forma, perde-se o sono de qualidade e, consequentemente, prevalece a sonolência diurna. É importante destacar que, para o bom funcionamento do corpo, necessita-se dormir bem. Isso porque o sono é responsável pelo descanso da mente, da musculatura, respiração e coração.

Ainda mais, é durante o sono que são liberados os hormônios que interferem no metabolismo do corpo, sendo eles: hormônio do crescimento e hormônio da saciedade. Com isso, um sono de má qualidade gera várias implicações à saúde, por exemplo: reduz a memória, atenção e raciocínio; aumenta risco de acidentes automobilísticos; reduz crescimento das cartilagens dos ossos e produção de massa muscular; aumenta chance de ganho de peso e depressão.

Diagnóstico da apneia do sono

A apneia do sono é uma doença muito frequente. Apesar disso, a maioria dos casos permanecem sem constatação. Seu diagnóstico é baseado na história clínica do paciente, exame físico e ainda teste de registro do sono (polissonografia).
Os sinais e sintomas mais comuns da condição são roncos, apneias testemunhadas e sonolência excessiva diurna. Alguns dos fatores de risco da apneia do sono são:

  • Obesidade;
  • Língua grande;
  • Amígdalas e úvula grandes;
  • Queixo pequeno;
  • Grande circunferência do rosto;
  • Sexo masculino;
  • Síndromes genéticas com deformidades craniofaciais evidentes.

Como a apneia do sono é tratada?

O tratamento da apneia do sono tem como objetivo manter a abertura da garganta. Dessa forma, prevenindo a apneia, queda da oxigenação do sangue, aumento da pressão arterial e aumento da descarga de adrenalina. Com isso, é promovida uma melhor qualidade de vida para a pessoa.

A redução do consumo de bebidas alcoólicas, perda de peso e dormir em posição lateral também podem contribuir para o tratamento da condição. Em casos moderados, o uso de aparelhos intraorais para aumentar a passagem de ar pela garganta e o tratamento de fonoaudiologia também se mostram eficazes.

Existem casos em que as cirurgias também são recomendadas. Entre estes estão a remoção de pólipos nasais, correção de desvio de septo nasal, adenoidectomia, tonsilectomia e osteotomia para avanço dos maxilares, permitindo assim maior passagem de ar pelas vias aéreas. Esta última é uma modalidade cirúrgica com altos níveis de sucesso realizada pelo cirurgião bucomaxilofacial.

Sobre a Clínica Atennuar

A Clínica Atennuar atua com especialistas qualificados e experientes em Neurocirurgia, Medicina da Dor e Cirurgia Bucomaxilofacial para tratar disfunções, distúrbios e problemas que possam comprometer sua qualidade de vida. Na clínica, os pacientes contam com tecnologia de última geração para realizar seus tratamentos com qualidade e segurança. Marque sua consulta.

Post anterior
Clínica Atennuar on Facebook 2021-02-23 09:21:33
Próximo post
Clínica Atennuar on Facebook 2021-02-26 12:06:57
Menu
Fale conosco