Neurocirurgia e Medicina da Dor

Neurocirurgia e Medicina da Dor

A dor pode ser considerada crônica quando dura mais de três meses e está associada a grande sofrimento e incapacidade. Muitas vezes, o problema está ligado a patologias neurológicas.

Por isso, o neurocirurgião especialista em dor é o profissional capacitado para realizar um diagnóstico preciso e propor os melhores tratamentos em cada situação.

Na Clínica Atennuar, situada em Taguatinga, você encontra esse profissional e uma equipe preparada para recuperar sua qualidade de vida.

A dor crônica pode ser aliviada, além do tratamento medicamentoso, por diversos tipos de procedimentos intervencionistas, a depender de cada caso.

Dores crônicas

A fibromialgia e a dor miofascial são algumas das dores crônicas mais conhecidas. Você sabe a diferença entre elas?

A dor miofascial é um problema que afeta os músculos e a fáscia — tecido que recobre os músculos — e comumente surge por disfunção ou sobrecarga muscular, o que gera os pontos de gatilho.

Já a fibromialgia provoca dor em diversas áreas do corpo e é acompanhada por sintomas como fadiga, sono não reparador, dificuldade de atenção e memória, dentre outros.

Veja mais exemplos de dor crônica:

  • Hérnias de disco;
  • Enxaqueca;
  • Artrite;
  • Artrose;
  • Disfunção da articulação temporomandibular;
  • Entre outros.

Tratamentos intervencionistas

Aqui, na Clínica Atennuar, após uma avaliação minuciosa, definimos o plano de tratamento.
Conheça algumas das possibilidades oferecidas pela medicina intervencionista da dor:

Bloqueios e Infiltrações Guiadas com Ultrassom

Bloqueios e infiltrações são uma importante estratégia no tratamento da dor. Consiste na injeção de medicamentos diretamente no local da dor. Quando guiadas por ultrassom, permite uma melhor visualização da agulha e seu posicionamento correto durante o procedimento, oferecendo melhores resultados e maior segurança.

Os bloqueios podem ser diagnósticos ou terapêuticos. Indicado em diversas condições, como nas cefaleias, tendinites, artrose, neuropatias etc.

Toxina Botulínica

A aplicação de Toxina Botulínica bloqueia sistemas elétricos nervosos, sendo usada em diversas condições clínicas. Ao ser aplicada no músculo, leva à redução da contração muscular, resultando em relaxamento da musculatura. Bloqueia também as terminações nervosas envolvidas na transmissão da dor.

Indicada principalmente nas distonias, que são contraturas dolorosas em determinado grupo muscular, na enxaqueca crônica e em alguns casos de dor neuropática.

Laserterapia

A terapia a laser de baixa intensidade baseia-se no tratamento por meio da luz, que penetra na pele e atinge receptores específicos, estimulando uma resposta biológica para cada tipo de lesão ou sintomas.

Essa resposta favorece a regeneração tecidual e a redução da dor e da inflamação. Indicada em dores musculares, DTM, cefaleias e dores neuropáticas.

Terapia por Ondas de Choque

A Terapia por Ondas de Choque é um método que utiliza ondas mecânicas produzidas por equipamentos eletromagnéticos ou piezo-hidráulicos, para estimular a regeneração de tecidos musculoesqueléticos, resultando no controle da inflamação e da dor.

As principais indicações são a Síndrome Dolorosa Miofascial, tendinopatias crônicas, fascite plantar, dentre outras.

Radiofrequência

A Radiofrequência é uma técnica minimamente invasiva moderna e segura, utilizada em diferentes tipos de dores. Funciona basicamente através de uma corrente elétrica que é produzida por um aparelho chamado “gerador de Radiofrequência”. A onda é transmitida através de um cabo até um eletrodo colocado dentro de uma agulha, posicionada através da pele do paciente.

 A onda chega até o nervo, queimando-o ou modulando-o, impedindo a condução do sinal da dor. Há três tipos de Radiofrequência no tratamento da dor:

  • Radiofrequência convencional
  • Radiofrequência pulsada
  • Radiofrequência refrigerada
Técnicas de Neuromodulação Cerebral Não Invasivas e Invasivas

“Neuromodulação” significa a capacidade de o sistema nervoso de modular-se, ou seja, modificar-se em resposta a estímulos externos. As técnicas de neuromodulação envolvem estimulação elétrica, magnética ou administração de medicações aplicadas diretamente em estruturas do sistema nervoso com objetivo terapêutico. Quando invasivas, envolvem a implantação de eletrodos, marcapassos ou bombas para infusão de medicamentos diretamente no sistema nervoso, visando a modulação elétrica ou química do sistema nervoso.

A Estimulação Transcraniana por Corrente Contínua (ETCC) é uma técnica de neuromodulação cerebral não invasiva que consiste na aplicação de corrente elétrica contínua de baixa intensidade sobre a cabeça, capaz de gerar mudanças na excitabilidade cerebral. A ETCC pode aumentar ou reduzir a atividade cerebral dependendo do local e posicionamento dos eletrodos na cabeça. A técnica tem se mostrado bastante promissora no tratamento da dor crônica, depressão, fibromialgia, dentre outras.

Bloqueio Simpático Venoso

Por meio de infusão via endovenosa, são aplicados medicamentos anestésicos como a lidocaína e a cetamina. A primeira promove o bloqueio simpático, vasodilatação, anestesia das terminações nervosas, estabilização das membranas das células nervosas e quebra do círculo vicioso que mantém a dor. Já a segunda apresenta características analgésicas e atua como um potente agente antidepressivo.

O procedimento leva em média uma hora e é feito com monitoramento constante para garantir segurança e bem-estar do paciente. Indicado em dores crônicas refratárias, como na fibromialgia, dor neuropática, cefaleias, etc.

Outros tratamentos intervencionistas minimamente invasivos

Neurocirurgiã especialista em Dor da Clínica Atennuar

Menu
Fale conosco